Valores culturais….

Eu queria discutir valores culturais lá no fórum, mas acabei concluindo que seria mais proveitoso falar aqui, do que lá. Com outras pessoas dá sempre a impressão de que se está querendo um confronto, o que definitivamente não é a minha intenção. Eu queria pensar, a partir do mundo de hoje, o que pode-se dizer que são produtos de um povo que são valores interessantes a todos. Eu, como já disse algumas vezes, até onde sei, sou uma mistura de indios e brancos, mas pelo que andei lendo por aí, devo ter alguma coisa de negro, também, já que pela amostra que fizeram de brasileiros que se declaravam brancos,- e nem é o meu caso me declarar branca, -a metade pelo menos, tinha algo de sangue negro, ou do norte da africa, não sei, vou deixar aqui o link para quem quiser ler.

Mas eu queria a discussão de como queremos, nós, povos de culturas diferentes, que o mundo se encaminhe, e a partir disso, pensar como todos os povos conseguem contribuir e enriquecer nossos valores primeiros. Eu, por exemplo, tenho esse sangue indígena, e talvez a identidade indígena na minha vida seja tão mais presente porque eu me olho e vejo ela lá, mais que em meus irmãos, que têm uma aparência com traços mais europeus que eu. Bem, mas pensando na contribuição indígena à minha identidade, eu não tenho necessidade de dizer que os indios eram a oitava maravilha do mundo, eles eram até bem ingênuos por um lado, e nem tão bonzinhos, e pacíficos assim, por outro, mas o que se quer de uma população que vivia no meio da floresta???? E essa de dizer que haviam as civilizações maias e tal, realmente é um assunto interessantíssimo, e aquela coisa de astrologia, algo que também me interessa, já ouviram falar dos anos de 2012 a 2014??????….tudo isso me interessa, mas será que penso que pelo fato de não ser descendente desses indigenas e sim daqueles vermelhinhos que trocavam de tudo por espelhinhos com os brancos que há algo errado na minha genética, que há algo errado em mim?????….Hoje em dia, depois de anos do encontro do homem branco com o índio podemos dizer que eles pelo menos, de bobos (de certo ponto de vista) que eram não destruíram o planeta, mas será que realmente faria alguma diferença concreta na minha genética se eu fosse descendente de portugueses que, sei lá, estupraram algumas índias e outras negras? Não estou atribuindo isso aos portugueses em geral, pelo contrário, quero dizer exatamente que se eu soubesse comporvadamente isso, me faria diferença? Será que isso decidiria o que eu sou? Como eu posso ver isso de modo tão claro e óbvio, e tanta gente que se acha inteligente não consegue? É por isso que tou pouco me lixando se dizem que os negros viviam em tribos e eram atrasados, em muita coisa eram sim atrasados, os índios eram atrasados, também, num confronto com a cultura branca de então, (mas os brancos eram só mais adiantados o suficiente para se aproveitarem disso e escravizarem, algo bem primitivo) E quem não sabe da anedota contada aqui do branco dizendo ao indio para trabalhar , e assim acumular riqueza, quando o indio repetia para que?…e o branco ao final dizia que assim poderia descansar, recebendo por resposta que descansar o indio já estava descansando, então pra que aquele trabalho todo pra um mesmo resultado? Acho interessantíssa essa anedota, conto sempre que posso mas poucas vezes encontro ouvidos aptos para entender a dubiedade disso, que não tou dizendo que os índios são superiores nem inferiores, e que isso só mostra uma maneira de olhar a vida, com todo o resultado bom e ruim disso, para seu povo. Se não houvesse a ambição para a acumulação de riquezas, não teríamos descoberto tanta coisa, como por exemplo, a maneira de comunicação que temos agora. O negócio é que muita gente pode dizer dos horrores que criamos, também, E quem mais decidiu as coisas no mundo para o bem e para o mal? Os brancos, claro, já que eram os que dominavam. Há uma vantagem de ter o poder , que é o poder em si, e uma desvantagem, a responsabilidade. Então, se formos por essa lógica, de quem desenvolveu o mundo, como imaginamos o mundo daqui a 50 anos??????? Hoje os países que foram os mais atrasados em termos de acumulação e distribuição de riqueza contribuem com uma natureza exuberante, porque muitos dos que viveram neles ao longo desse tempo, não puderam usufruir do conforto civilizatório de lugares mais desenvolvidos. O que podemos aprender disso??????? Outro dia vi uma reportagem na Suécia, aquelas crianças lourinhas, com uma expectativa de suas ambições pessoais de crescimento intelectual e contribuição intelectual no mundo muito melhor atendidas que um negrinho africano, fugindo do asfalto e indo brincar em um lugar específico, só para crianças que pudessem brincar com terra, rolar na terra. Não é algo, muito muito maluco, isso? Se nós precisamos voltar às origens, se precisamos nos sentir, ás vezes animais, por que essa idiotice de “ser superior”????

Tudo o que está nesse mundo nos é interessante, tudo vale a pena e se um livro muito bem escrito é algo delicioso, rolar na terra também. E não há nada que determine a inteligencia na cor de pele, o mundo cada vez mais apresenta negros, vermelhos ou sei lá de que cor inteligentíssimos. Inteligencia é tão somente determinada pelo estímulo, pela auto estima e ambição de algúem, não pelos genes. Toda a discussão, espero, daqui um tempo será “o que é melhor para o ser humano”? O que o faz feliz, e menos frustrado? E não se aquele sujeito do teu lado te incomoda por não se parecer contigo, ou ficar todo mundo fechado no seu mundinho, dizendo….Somos melhores!!!!!. Eu gostaria que não só brancos racistas, mas negros racistas, e indios, e amarelos, sei lá quem mais, pense nisso, e parem de discutir nesses termos bobos, porque não são válidos. Para mim, desculpe, não é válido discutir se o problema do negro e do índio é genetico ou de exploração, porque não acho que isso queira dizer nada para o negro ou indio de hoje. Até as cotas raciais, que acho historicamente justas, não consigo apoiar quando penso nessa de tentar definir quem é negro no Brasil. Ouvi dizer que há louros se declarando negros e mostrando algum avó negro, e isso tem muito aqui, se quer saber. Eu mesma conheço dois lourinhos que se passarariam por qualquer alemão com um avô branco mas de feições negras e um bisavô negro.E sinceramente, nem comecei a discussão, há enormidade do que se dizer.

Eu ando pensando que o sujeito evoluído mesmo, é aquele que tem consciência do animal dentro de si, do quanto pode ser egoísta as vezes, do quanto pode ser medíocre, outras vezes, maldoso até, todos nós temos isso dentro da gente, e se tentamos ser melhores, apesar disso, queremos que todos tentem também. Não nos achamos superiores, e nem que nos foi dado algo de sublime, isso é pensamento próprio de gente pedante, e chatíssima, e por ser chatíssima, frustrada. Só nos esforçamos pra sermos melhores.
Sobre o mapa genético do brasileiro.
http://www.revistapesquisa.fapesp.br/?art=3883&bd=2&pg=1&lg=
http://ordembrasilica.vilabol.uol.com.br/geneticabrasileiro.htm
esse site é de nacionalistas, e não tem nada a ver comigo, ou com minhas idéias, mas foi o único lugar em que achei a tal pesquisa, depois procuro melhor.
Eu vou mostrar aqui, o que me motivou a escrever isso:
http://maquinazero.wordpress.com/2006/11/24/primeiro-cabo-verdiano-depois-africano-e-so-entao-portugues/
Meu problema aqui, não são os nazistóides, quer dizer, desde quando nazistóide não é problema, mas eu pensei mais no brasileiro, na necessidade dele argumentar que não há realmente, raça, e o que quis dizer aqui, que esses argumentos nem deveriam mais ter que usados, porque, o problema não é questão ou não de raças, uma herança cultural é formada de atitudes, e nem o valor bom ou mal das atitudes eu quero discutir agora, porque muitas das vezes há o valor bom e mal conjuntamente, mas as consequências dessas atitudes pra si e pro mundo. Há consequências de os africanos serem tão revoltados, com seu passado, para si e para o mundo? O que isso pode resultar para eles como povo e para o mundo? Quando é que um povo resolve tomar atitudes que o fará crescer? Quais foram as consequências do Nazismo para os Alemães ? Do 11 de setembro, cultivado pelo idealismo do ódio? Da invasão do Iraque? Não existe povo ruim ou bom, na essência, senão os alemães deveriam ser todos presos assim que nascessem, porque seus antepassados fizeram o que fizeram. Existem atitudes com consequencias que uma sociedade resolve tomar, ou deixar de tomar por influência ideológica, e que vão formando a sua identidade. Identidade essa em formação continuadamente. Acho que fui mais clara, agora.
.
mas desde o primeiro post que escrevi sobre imigração venho dizendo isso.
não gosto do discurso de coitadinhos.
não me acho pior que ninguém, e por consequência não acho que ninguém seja melhor que eu.
gosto de portugueses e de Portugal com seus defeitos e virtudes.
gosto da minha parte portuguesa com seus defeitos e virtudes, e nunca achei que deveria falar ingles, e não português.
e todo mundo tem atitudes grandiosas e mesquinhas, só precisa encarar isso, sem desculpas esfarrapadas….
About these ads
Explore posts in the same categories: cultura. povos, valores culturais

7 Comentários em “Valores culturais….”

  1. República dos Bananas Says:

    Eu na verdade, não percebo o que pretendes. No forum falaste inclusivamente na cultura americana; isso existe? não será que a cultura americana, por ter destruido as raizes culturais de origem, é completamente voltada para o futuro imediato?
    Quanto aos indios, indigenas, africanos, maias, aztecas e todos os outros de que falas, eles tinham e espero que alguns ainda tenham a sua própria cultura, lá isso de serem vencidos pelo branco, quer isso dizer que os brancos tinham mais cultura, ou apenas eram mais evoluidos tecnologicamente? quanto às contribuições dos povos oprimidos do passado…como podem esses povos contribuir para o desenvolvimento sustentado se ainda não chegaram aos níveis de subsistência própria? quem estragou tem a responsabilidade de arranjar, consertar a Terra (se tal ainda for possivel).

  2. ¬vênu§ aqu@ri`º´ Says:

    tanto a cultura americana existe, que fiquei aqui pensando se vc estava pensando no que falei sobre norte americanos …já que há muita diferença em norte americanos e sul americanos. quanto à destruição de culturas, num certo ponto vc disse que os americanos destruiram as culturas originais, e depois disse que elas não foram destruidas e que a superioridade era só tecnologica. Bem, com superioridade tecnologica, pode-se menosprezar muitas culturas, outro dia mesmo vi indios na televisão dizendo que lhes foi ensinado por padres que muito de sua cultura não era desejável. Mas é dificil falar em destruição total de culturas, geralmente há uma transformação, uma adaptação. Mas o que eu quis dizer aqui não é que essas culturas não me interessam, interessam e muito, o que acho idiota é essa discussão de “ser superior” os indios eram mais ingenuos? foram explorados? será que ter que se adaptar a uma cultura que vem de fora num incrivel choque cultural não faz um povo totalmente desnorteado?
    Então qdo me dizem que foram explorados, é verdade que foram, mas uma verdade nã exclui outra, de que eram ingenuos em relação aos brancos. Isso faz com que seus descendentes não possam ser doutores ??…é claro que não. E nem é assim com nenhum outro povo.
    Essa de se considerar superior ou inferior pela herança cultural, é muito babaca. Acho admiravel muito do que a França produziu culturalmente ao longo dos tempos, mas posso ter a má sorte de conhecer um frances completamente tapado e babaca….

  3. ¬vênu§ aqu@ri`º´ Says:

    fiz um reparo no final da postagem

  4. República dos Bananas Says:

    Sim, eu referia-me à cultura ancestral Noste-Americana; no sul podem ter sido os padres que foram dizendo que a cultura dos indígenas não era desejavel; nos EUA e Canadá, as culturas indigenas foram simplesmente dizimadas….Quanto a isso dos descendentes poderem ser doutores…isso não é cultura, aí estás a falar de instrução, que é aquilo que se obtem (ou não) na escola.
    Quanto à França….os movimentos culturais europeus, não tiveram a sua origem maioritariamente em França…..mas isso que dizes é verdade, não é por ter esta ou aquela origem que se tem mais ou menos cultura ou instrução….isso são coisas que ou se têm ou não se têm; seja lá onde for.

  5. ¬vênu§ aqu@ri`º´ Says:

    republica, essa confusão talvez seja pq eu tou pensando nesse discurso de “valor Cultural”, quer dizer, supõe-se que isso quer dizer grandes atos, descobertas científicas, essas coisas bastante relacionadas, os portugueses, por exemplo, contribuíram para o mundo pq foram capazes de se desenvolver num determinado campo. Então esse é o tal valor cultural, eu acho que isso pode ser chamado de uma grande atitude de um povo, a fundação dos Estados Unidos da América, com toda crítica em relação aos negros, foi algo que influenciou o mundo,etc.
    Eu concordo com o orgulho pelo valor cultural de um povo, mas não concordo com a teoria de “ser superior” pq junto com as grandes invenções e atitudes, houve e há atitudes mesquinhas até hoje. Então se a gente pudesse separar o que foi feito de grandioso pelo homem do que foi feito de pequeno, não ficaremos nessa de seres superiores e ainda aprenderemos a respeitar melhor os outros. Acho que quando as ações, e não os homens, forem definidas como boas e ruins, as coisa vão estar melhores, vamos poder falar mal de ações negras, bem dos brancas, e o contrário disso, sem que isso se torne um grande desastre.

  6. ¬vênu§ aqu@ri`º´ Says:

    E NEM PORTUGAL E NENHUM OUTRO PAÍS VAI MORRER DE DOR NA CONSCIÊNCIA E PERMITIR UM MONTE DE BRASILEIROS E AFRICANOS VÁ MORAR LÁ, SIMPLESMENTE PORQUE ISSO LHES TIRA O EMPREGO, E SE SENTEM DE CERTA MANEIRA INVADIDOS. SE EU FOSSE PORTUGUESA, DIRIA SIMPLESMENTE QUE EXPLORAMOS SIM, QUE LEVAMOS MUITO OURO SIM, MAS PERDEMOS MUITO, E DE QUALQUER MANEIRA NÃO DÁ PRA ABRIGAR TANTA GENTE NO PAÍS. É TÃO FÁCIL! SOBRE NÃO SUPORTAR CONVIVER COM NEGROS, AÍ É ALGO QUE NEM VOU LEVAR EM CONTA AQUI, POR QUE ACHO PEQUENININHO DEMAIS. É ALGO LOUVÁVEL? NÃO QUERER DIVIDIR O QUE SE TEM COM OS OUTROS? CLARO QUE NÃO, MAS É DO SER HUMANO. COLOQUE UM MONTE DE PARENTES POBRES NA TUA CASA, DIVIDA TUDO COM ELES, SE ACHA QUE ISSO NÃO É DO SER HUMANO.EU NÃO GOSTO DE PENSAR NESSA DE QUE DEVEM PARA NÓS PORQUE NÃO NOS FAZ BEM. MAS NÃO PRECISO, PARA ISSO DIZER QUE NÃO HOUVE EXPLORAÇÃO. a verdade é sempre mais libertadora, faz crescer e amadurece.

  7. República dos Bananas Says:

    Sinhazinha cê está querendo compra briga??? está?? :-D
    Estou a brincarrrrrrrrrrrr…..não se amofine :-D :-D :-D :-D :-D
    Só te posso dizer uma coisa, é preciso morar em Portugal para saber o que não se suporta, e o que não se suporta, nada tem a ver com a cor da pele, mas é claro que quem vem, deveria integrar-se na sociedade. Se quem vem, não se integra e ainda por cima se dedica a uma vida de crime, é claro que há muita gente que generaliza…tudo depende das pessoas, embora os portugueses não sejam fechados por natureza.
    Maaaaaaaasssssssssssss isso não quer dizer que eu não saiba a dimensão do País e muito menos quer dizer que eu ache que as fronteiras deveriam estar escancaradas a quem quisesse entrar. Sobre isso de não suportar negro, mulatos ou seja lá o que for….nem vou comentar!


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: